domingo, novembro 28, 2004

Lenda da Loba - Roma



Diz a lenda romana que, ao chegar às margens do rio Tibre, os latinos ergueram vários pequenos povoados dos quais o mais própero era Alba Longa. E um dos seus primeiros governantes foi Numitor.
Um dia, porém, seu irmão (Amúlio) robou-lhe o trono e ordenou que sua única sobrinha, Réa Sílvia se tornasse sacerdotisa para que nunca viesse a ter filhos.
Réa Sílvia, no entanto, uniu-se ao deus Marte e, com ele, teve filhos gêmeos: Rômulo e Remo. Ao saber disso, Amúlio mandou colocar os bebês num cesto de vime e atirou-os no rio Tibre.
Conduzido pelas águas, o cesto encalhou num lugar chamado monte Palatino. Os bebês forma salvos e amamentados por uma loba. Mais tarde, foram encontrados por um pastor, que os educou.
Quando adultos, Rômulo e Remo lutaram contra o maldoso Amúlio e, depois de vence-lo devolveram o trono de Alba Longa ao avô deles, ganhando com isso a permissão para fundar uma cidade.
Retornando ao monte Palatino, no ano de 753 a.C., os dois irmãos fundaram Roma. Logo em seguida, no entanto, passaram a ser rivais: movido pela ambição Rômulo matou Remo e tornou-se rei de Roma.