sexta-feira, julho 29, 2005

O perigo do Islão em Portugal



"Em Lisboa a comunidade islâmica não é composta por muitos árabes. Aliás, são uma minoria. A maior parte dos membros são africanos - guineenses, moçambicanos -, magrabinos, asiáticos"o que faz com a maioria deles, por virem dos PALOPS tenham BI portugues, falem a nossa lingua, e ligando o fanatismo islamico à selvajaria negroide, torna-os muito mais perigosos, do que os potenciais terroristas que em nome do islão têm aterrorizado o mundo.
Por cada 100 habitantes do planeta, 35 professam a religião islamica, os censores do politicamente correcto acenam que dessas centenas de milhões de islamitas, apenas uma minoria apoia o terrorismo e os ataques bombistas..Mas que minoria? Estamos a falar de 10%? 1%? 0,1%? Que estudos já se fizeram sobre isso?
Sabemos de um ultimo no Reino unido onde 35% dos Islamitas "compreendem" as motivações dos terroristas.Mas isso é muito vago. Os politicos já devem ter nas suas mãos dados alarmantes e não querem de maneira nenhuma que eles cheguem à população.

Mesmo com, boa vontade, e colocando a hipotese irrisória dos 0,1%, podemos estar descansados?
Eu acho que não, vejamos:
Em Portugal existem 100.000 Islamitas, se os potenciais terroristas forem 0,1% existem cerca de 100, mesmo que sejam 0,01% temos 10 terroristas, e todos nós sabemos que 5 ou 6 fazem uma celula e os estragos que conseguem fazer.

Devido à politica do entra agora e legaliza-te depois, Portugal e a Europa está cheia de pretos da savana e pretos do deserto, ambos representam uma ameaça ao nosso povo e à nossa civilização, a solução é só uma- repatriar..e em força!