segunda-feira, agosto 29, 2005

Rudolf Hess - report. & fotos


via: www.frente-nacional.org

No dia 20 de Agosto do ano de 2005, perto de 100 nacionalistas reuniram-se em Lisboa para homenagear Rudolf Hess, o homem que, em plena II Guerra Mundial, e numa altura em que a Alemanha estava vitoriosa em todas as frentes, voou rumo ao Reino Unido na tentativa de celebrar um acordo de paz entre os dois povos irmãos. Não foi esse o entendimento das forças que lançaram a bomba atómica pouco tempo depois, e Rudolf Hess foi preso sem que as suas propostas fossem ouvidas pela aliança dos líderes democráticos: ingleses, americanos e soviéticos.



Pelo contrário, foi colocado na prisão, onde permaneceu solitário e numa prisão inteiramente para ele.
Durante 46 anos nunca lhe foi permitido contactar com o exterior e foi suicidado aos 93 anos, em 17 de Agosto de 1987, na prisão de Spandau.



A homenagem realizada em Lisboa pretendeu homenagear e lembrar a vida singular de um homem que, apesar de lhe ter sido sempre negada a liberdade -- por parte daqueles que se dizem defensores... da liberdade -- nunca renunciou ao nobre ideal de defesa do seu Povo!