quinta-feira, setembro 08, 2005

Eles "andem" aí - S.I.S.(KGB)



Uma das preocupações do S.I.S. são os skinheads, que grande ameaça à segurança do Estado representamos nós... Segundo o seu ultimo relatório(ver artigo), somos cerca de 3.000 espalhados pelo território nacional(muito provavelmente baseado no numero de utilizadores do Forum-nacional) e já cometemos dezenas de milhares de crimes.
Mas afinal o que é o SIS e em quê é que se baseia?
É que eu sou skinhead à 15 anos e não conheco essa realidade, peço ao SIS que me dê o contacto desses 2.500 skins que não conheco, para ai sim, verem o que é ameaça ao Estado.
Neste tópico o SIS fala de si mesmo no seu espaço na net, e chego à conclusão que o que os seus agentes fazem é ler jornais e navegarem em sites, infelizmente os seus sites de referência sobre "extremismos" são dois sites sionistas nos E.U.A. o que faz com que sem duvida a sua informação seja o mais isenta possivel.
A continuarem assim, acredito que estejam ainda a tentar descobrir onde estão os corpos dos assassinatos cometidos pelos Portugal-Hammerskins, porque segundo o Jornal Expresso, para se entrar nesse grupo tem que se matar um não branco(ver artigo).
Como me disse um "conhecido" meu que já foi comandante de uma esquadra da PSP, e passo a citar"..esses tipos não fazem nada, estão o dia todo a ler jornais e para ocuparem o tempo andam a espiar as mulheres uns dos outros, a ultima foi uma das irmãs da Cinha Jardim(ele disse-me o nome mas não me recordo) que o marido estáva desconfiado que ela o andava a trair.
Preocupem-se mas é com os 55.000 árabes a viver em Portugal e com Partidos como o Bloco & PCP que albergam terroristas da ETA e no passado produziram terroristas das FP25Abril.
Larguem-nos da mão!!!



A recolha de Info:
A justificação para a existência de um serviço de informações decorre, assim, da necessidade de conhecer a priori as ameaças que se colocam à segurança colectiva. Uma vez que a produção de informações é uma actividade complexa, que requer conhecimentos técnicos especializados, só um serviço dotado de meios humanos e técnicos adequados é capaz de seleccionar, a partir de milhões de factos dispersos e fugazes, informações válidas e credíveis para a defesa da sociedade democrática. A complexidade do "ciclo de vida" das informações é bem evidenciada no seguinte quadro:


Questões ao SIS:

Que ameaças se colocam actualmente à República Portuguesa?
"...no âmbito residual dos restantes actos que atentam contra o Estado de direito democrático, merecem destaque todos os movimentos que promovem a violência (tenham inspiração xenófoba, religiosa, política ou desportiva).."

O que faz o SIS?
O SIS procede, de forma sistemática, à pesquisa e análise, ao processamento, à produção e à conservação de informações destinadas a garantir a segurança interna. Para o efeito, o SIS acciona os meios técnicos e humanos de que dispõe para a recolha e tratamento de informações, segundo as orientações definidas pelo Primeiro-Ministro e pelo Ministro da Administração Interna; elabora os estudos e prepara os documentos que lhe forem determinados; estuda e propõe a adopção de mecanismos de colaboração e coordenação com as forças e serviços de segurança; comunica às entidades competentes para a investigação criminal e para o exercício da acção penal os factos configuráveis como ilícitos criminais; comunica às entidades competentes, nos termos da lei, as notícias e informações respeitantes à segurança interna e à prevenção e repressão da criminalidade

Links do site SIS:
Extremismos

www.adl.org(judeu)
www.hatewatch.org(judeu)

Ameaças:
O surgimento de grupos de jovens extremistas (neonazis, skinheads), cujas actividades se encontram por vezes ligadas a outros fenómenos sociais, como a violência no desporto, o hooliganismo ou o vandalismo urbano.

http://www.sis.pt/