sexta-feira, março 31, 2006

No meu sonho era o FIGO


Recordo aquela noite
o meu sonho alucinado
só sei que o meu desejo
era não ter acordado

Em dois mil e quatro
euro a bombar
era o rei dos estádios
iam lá para me apoiar
Gritavam por mim
a sua salvação
no país em convulsão
era ás e campeão
garinas o guito
a fama e o sucesso
o caso exemplar
no país do retrocesso

No meu sonho era o Figo
tinha o guito e a modelo
no centro de emprego
acordei pro pesadelo

Não jogo no real
a conta está a zero
mulher de bigode
a meu lado o pesadelo
sem contrato milionário
euros pra beber
Portugal afundado
só me resta é morrer
não entro no estádio
nem um jogo posso ver
carreguei muito cimento
ajudei-o a erguer
vida sem dinheiro
filhos para sustentar
de repente acordo
o jogo vai terminar
ouvir:
http://www.forum-nacional.net/~malvado/Mata%20Ratos%20-%20No%20meu%20sonho%20era%20o%20figo.mp3

terça-feira, março 28, 2006

Brotherhood HFFH and Friendship HSN-VF

18 Março 2006 - Madrid
Hermanos de Hammerskins España..Los grandessss
Mariotagnan e los 3 mosqueteiros ajajajajaj

Camarada e amigo de Volksfront España e Volksfront Deutschland

segunda-feira, março 27, 2006

Leis Nacional-Socialistas contra paneleiros, pedófilos e afins

À 70 anos atrás eles já tinham a solução

Parágrafo 175: Um homem que cometa ofensa sexual com outro homem ou permita ser usado por outro homem para uma ofensa sexual deve ser punido com aprisionamento. Caso uma das partes for menor de 21 anos na data do ocorrido, o tribunal pode em casos especiais isentá-lo de punição.

Parágrafo 175a: Servidão penal de até 10 anos ou, quando houver circunstâncias atenuantes, prisão de não menos do que três meses deve ser aplicada a: (1) um homem que, com uso de violência ou ameaça do uso de violência física e emocional ou à vida, leva outro homem a cometer uma ofensa sexual com ele ou se permite ser abusado sexualmente; (2) um homem que, se aproveitando de uma relação de dependência baseada em serviços, emprego ou subordinação, induz outro homem a cometer uma ofensa sexual com ele ou se permita ser abusado para uma ofensa sexual; (3) um homem com idade superior a 21 anos que seduz outro homem com idade inferior a 21 anos a cometer uma ofensa sexual com ele ou se permita ser abusado para uma ofensa sexual; (4) um homem que publicamente cometa uma ofensa sexual com homens ou se permita ser abusado por homens para uma ofensa sexual ou se ofereça para o mesmo.

Parágrafo 175b: Um acto sexual não natural cometido por seres humanos com animais é passível de pena de prisão; a perda dos direitos civis também pode ser imposta.

O Parágrafo 174 do código penal proibiu o incesto e outras ofensas sexuais com dependentes.

Parágrafo 176 tornou a pedofilia ilegal.

Pessoas condenadas sob essas leis também usavam o triângulo rosa. (Nota: Assim como os judeus usavam um hexagrama amarelo para fácil identificação, os homossexuais, estupradores, pedófilos e pervertidos em geral usavam um triângulo rosa.) Os Nacional-Socialistas aprovaram outras leis dirigidas aos pervertidos sexuais. Em 1933 foi aprovada a "Lei contra criminosos seriais perigosos e medidas de proteção e recuperação". Esta lei deu aos juízes alemães o poder the ordenar a castração compulsória em casos envolvendo: estupro, profanação, actos sexuais ilícitos com crianças(Parágrafo 176), coacção a cometer ofensas sexuais(Parágrafo 177), o cometimento de actos indecentes em público incluindo actos homossexuais(Parágrafo 183), assassinato ou homicídio culposo de uma vítima(Parágrafos 223,226) se fossem cometidos para despertar ou gratificar desejos sexuais, ou actos homossexuais com rapazes abaixo de 14 anos. A emenda da a "Lei para a prevenção de descendentes com doenças hereditárias" com data de 26 de junho de 1935 permitia a castração indicada por motivo criminal para homens condenados sob o Parágrafo 175 com o consentimento do réu.

Créditos user 351 via www.Forum-Nacional.net

domingo, março 26, 2006

Chuta ai no cavalinho !!!

Dedicado a todos os carochos desta bela Cidade, os addicteds da poeira, dos ácidos, do álcool, e toda a merda que anda para aí..dedicado também a todos os Filhos da Puta!

Odeio viciados, e bêbados!

Ouvir:
http://www.forum-nacional.net/~malvado/05-ChutaCavalo.mp3

quarta-feira, março 22, 2006

Kruguer Malvado - RIP


8 anos de Fidelidade -do Latim fidelitate, observância da fé jurada e devida; lealdade; afeição dedicada e constante.

Descansa em Paz Kruguer!

terça-feira, março 14, 2006

Frederic Nietzsche - Das moscas da praça pública


“Foge, meu amigo, refugia-te na tua solidão! Vejo-te aturdido pelo ruído dos grandes homens e crivado pelos ferrões dos pequenos.
Dignamente sabem calar-se contigo os bosques e os penedos. Assemelha-te de novo à tua árvore querida, a árvore de forte ramagem que escuta silenciosa, pendida para o mar.
Onde cessa a soledade principia a praça pública, onde principia a praça pública começa também o ruído dos grandes cômicos e o zumbido das moscas venenosas.
No mundo as melhores coisas nada valem sem alguém que as represente; o povo chama a esses representantes grandes homens.
O mundo compreende mal o que é grande, quer dizer, o que cria; mas tem um sentido para todos os representantes e cômicos das grandes coisas.
O mundo gira em torno dos inventores de valores novos; gira invisivelmente; mas em torno do mundo giram o povo e a glória: assim “anda o mundo”.
O cômico tem espírito, mas pouca consciência do espírito. Crê sempre naquilo pelo qual faz crer mais energicamente — crer em si mesmo.
Amanhã tem uma fé nova, e depois de amanhã outra mais nova. Possui sentidos rápidos como o povo, e temperaturas variáveis.
Derribar: chama a isto demonstrar. Enlouquecer: chama a isto convencer. E o sangue é para ele o melhor de todos os argumentos.
Chama mentira e nada a uma verdade que só penetra em ouvidos apurados. Verdadeiramente só crê em deuses que façam muito ruído no mundo.
A praça pública está cheia de truões ensurdecedores, e o povo vangloria-se dos seus grandes homens. São para eles os senhores do momento.
O momento oprime-o e eles oprimem-te a ti, exigem-te um sim ou um não. Desgraçado! Queres colocar-te entre um pró e um contra?
Não invejes esses espíritos opressores e absolutos ó! amante da verdade! Nunca a verdade pendeu do braço de um espírito absoluto.
Torna ao teu asilo, longe dessa gente tumultuosa; só na praça pública assediam uma pessoa com o “sim ou não?”.
As fontes profundas têm que esperar muito para saber o que caiu na sua profundidade.
Tudo quanto é grande passa longe da praça pública e da glória. Longe da praça pública e da glória viveram sempre os inventores de valores novos.
Foge, meu amigo, para a soledade; vejo-te aqui aguilhoado por moscas venenosas.
Foge para onde sopre um vento rijo.
Foge para a tua soledade. Viverás próximo demais dos pequenos mesquinhos. Foge da sua vingança invisível! Para ti não mais que vingança.
Não levantes mais o braço contra eles!
São inumeráveis, e o teu destino não é ser enxota-moscas!
São inumeráveis esses pequeninos e mesquinhos; e altivos edifícios se têm visto destruídos por gotas de chuva e ervas ruins.
Não és uma pedra, mas já te fenderam infinitas gotas. Infinitas gotas continuarão a fender-te e a quebrar-te.
Vejo-te cansado das moscas venenosas, vejo-te arranhado e ensangüentado, e o teu orgulho nem uma só vez se quer encolerizar.
Elas desejariam o teu sangue com a maior inocência; as suas almas anêmicas reclamam sangue e picam com a maior inocência.
Mas tu, que és profundo, sentias profundamente até as pequenas feridas, e antes da cura já passeava outra vez pela tua mão o mesmo inseto venenoso.
Pareces-me altivo demais para matar esse glutões; mas repara, não venha a ser destino teu suportar toda a sua venenosa injustiça!
Também zumbem à tua roda com os seus louvores. Importunidades: eis os seus louvores. Querem estar perto da tua pele e do teu sangue.
Adulam-te como um deus ou um diabo! choramingam diante de ti como de um deus ou de um diabo. Que importa?
São aduladores e choramingas, nada mais.
Também sucede fazerem-se amáveis contigo; mas foi sempre essa a astúcia dos covardes. É verdade; os covardes são astutos!
Pensam muito em ti com a alma mesquinha. Suspeitam sempre de ti. Tudo o que dá muito que pensar se torna suspeito.
Castigam-te pelas tuas virtudes todas.
Só te perdoam verdadeiramente os teus erros.
Como és benévolo e justo, dizes: “Não têm culpa da pequenez da sua existência”. Mas a sua alma acanhada pensa: “Toda a grande existência é culpada”.
Mesmo que sejas benévolo com eles, ainda se consideram desprezados por ti e pagam o teu benefício com ações dissimuladas.
O teu mudo orgulho contraria-os sempre, e alvorotam quando acertas em ser bastante modesto para ser vaidoso.
O que reconhecemos num homem infamamos-lhe também nele. Livra-te, portanto, dos pequenos.
Na tua presença sentem-se pequenos, e sua baixeza arde em invisível vingança contra ti.
Não notaste como costumávamos emudecer quando te aproximava deles, e como as forças os abandonavam tal como a fumaça que se extingue?
Sim, meu amigo; és a consciência roedora dos teus próximos, porque não são dignos de ti. Por isso te odeiam e quereriam sugar-te o sangue.
Os teus próximos hão de ser sempre moscas venenosas. E o que é grande em ti deve precisamente torná-los mais venenosos e mais semelhantes às moscas.
Foge, meu amigo, para a tua soledade, para além onde sopre vento rijo e forte. Não é destino teu ser enxota-moscas”.

Assim falava Zaratustra.

sexta-feira, março 10, 2006

Motorhead - Ace Of Spades

If you like to gamble, I tell you I'm your man,
You win some, lose some, all the same to me,
The pleasure is to play, makes no difference what you say,
I don't share your greed, the only card I need is

The Ace Of Spades

Playing for the high one, dancing with the devil,
Going with the flow, it's all the same to me,
Seven or Eleven, snake eyes watching you,
Double up or quit, double stake or split,

The Ace Of Spades

You know I'm born to lose, and gambling's for fools,
But that's the way I like it baby,
I don't wanna live for ever,
And don't forget the joker!

Pushing up the ante, I know you've got to see me,
Read 'em and weep, the dead man's hand again,
I see it in your eyes, take one look and die,
The only thing you see, you know it's gonna be,

The Ace Of Spades
Ouvir:
http://www.forum-nacional.net/~malvado/Motorhead%20-%20Ace%20of%20Spades.mp3

segunda-feira, março 06, 2006

Ódio no Algarve - Hosted by Road Wolves

Breve report. sobre a deslocação a Lagos de nacionalistas da zona de Lisboa, para assistir a concerto organizado pelo moto-clube Road Wolves com as bandas: No One Yet, Birth Signs, Texabilly Rockets e Ódio.

Chegámos ao ponto de encontro no estádio do SCP pelas 14h e eramos 62 pessoas, e o autocarro levava 59, gentilmente os jornalistas que nos acompanharam levaram 3 camaradas na sua viatura e seguiu tudo em festa para o Algarve.

Para aqueles mais desatentos, é mesmo muito importante realçar que é a segunda vez na história do nosso movimento que se parte para o aluguer de autocarros, tendo sido a primeira em Janeiro 2006 no aniversário da PHS. Levar 60 pessoas de Lisboa ao Algarve é um sinal de vitalidade do nosso movimento e desde já o meu muito obrigado a todos os que acederam à chamada.
Dos 62 camaradas que foram na excursão também não é demais salientar que 57 eram membros da Frente Nacional e não é preciso dizer mais nada.

Já no Algarve fomos muito bem recebidos pelos Road Wolves, e pelos nacionalistas locais e do Alentejo que entretanto foram chegando.

Os Texabilly Rockets estiveram muito bem, mas o nosso AMOR é mesmo ÓDIO e estes, vou ter que usar a frase de sempre, estiveram ao seu melhor nivel..São mesmo os maiores!

O convivio uma vez mais foi excelente, não ocorreu um unico incidente o que só demonstra que os nacionalistas a nivel de caracter e saber estar não ficam atrás de ninguem, e a prova disso foi o africano que entrou no recinto, bebeu a sua cerveja e ninguem o importunou, ou o guitarrista de Birth Signs que tinha uma tshirt com a estrela comunista e que em tempo algum foi ameaçado. É importante mantermos a nossa postura quer estejamos sozinhos quer em grupo com 200 amigos.

Durante a viagem houve muitas peripécias engraçadas mas mais pormenores..venham na próxima.

Em nome da PHS, Obrigado a todos!!