domingo, abril 23, 2006

II Aniversário do Forum Nacional


http://www.forumnacional.net

Dia 22 Abril realizou-se nos arredores de Lisboa o II aniversário do Forum-Nacional.
Serviu o encontro para alem de festejar os 2 anos de resistência ao politicamente correcto e à censura jornalistica dos nossos ideais, para anunciar em primeira mão, e durante a conferência que se realizou, os projectos nacionalistas e actividades para este ano.

Esteve disponivel várias bancas com material das diversas organizações presentes (FN, FH, JN, PNR, CAH88, FEP, J&L) disponibilizando cd’s, revistas, livros, folhetos, cassetes, pins, posters, camisolas, etc.

As bancas da CAH88 e JN

Os discursos comecaram depois de cerca de 2 horas de "comer e beber" que nem uns alarves...O "coordenador" da mesa foi Mario Machado que deu a palavra Nuno "Tautalos" que, com os seus textos, enriquece o Fórum Nacional de forma especialmente regular na secção de Filosofia & Religião, «estimulando» frequentemente participações apaixonadas de outros membros do Fórum, foi o primeiro a discursar, sobre essa e outras temáticas.

Em nome da Feminae Honoratae, uma das suas responsáveis, Maria, fez um breve discurso onde abordou a importância da mulher e da criança na nossa comunidade e no seio do movimento nacionalista e apresentou o folheto informativo n1 das "Mulheres Honradas", falou dos vários projectos das mesmas, e enquanto moderadora falou do que seria um forum nacionalista ideal, e uma utilização do mesmo menos abusiva em alguns aspectos.

Outro moderador que tem uma participação activa no Fórum Nacional, Henriques, contou diversos episódios relacionados com o seu envolvimento no Fórum e a vida escolar da sua filha, um conjunto de situações que certamente indignam qualquer pessoa decente e provida de bom-senso.

Flavio(moderador Viriax) veio das Beiras, e falou das ultimas actividades nessa região, sobre a Frente Europeia Pagã, e do activismo militante nas ruas.

Paulo Florência(moderador BootBoy) apresentou a CAH88, a única distribuidora nacional de música nacionalista e das poucas a nível mundial que entrega os seus lucros na totalidade ao movimento e falou da repressão policial que a Irmandade a que pertence tem vindo a sofrer.

Paulo Guimarães(moderador DespertaPortugal) veio expressamente do Minho, para proferir algumas palavras sobre a reactivação do projecto Justiça & Liberdade, um dos mais importantes temas a serem debatidos durante todo o dia, o da repressão a que os nacionalistas se sujeitam.

Vista parcial da mesa com, Nuno "Tautalos", Mario "Amigo", Flávio "Viriax", Paulo "BootBoy", e foto da sala.

No caso da Juventude Nacionalista (JN), os dois actuais responsáveis, Rita e Emanuel,(Moderadores Rita-Catita & 1143) deram a conhecer a nova dinâmica da única organização nacionalista, constituída legalmente, exclusivamente direccionada para os jovens portugueses.

O Presidente do Partido Nacional Renovador, José Pinto Coelho deslocou-se a Lisboa durante a tarde para participar neste importante evento. O líder do único partido Nacionalista Português aceitou o convite para discursar, e deu a conhecer mais novidades sobre a actividade do «Dia 1º de Maio, Dia do Trabalho Nacional», e falou sobre o nacionalismo em Portugal.

Desde as 12 da manhã, até as 24 da noite, o convivio não teve qualquer incidente, de qualquer ordem.

A organização do evento esteve a cargo da Frente Nacional, que disponibilizou um castelo insuflável para as crianças poderem brincar, enquanto os seus pais ouviam os oradores nacionalistas, e fez um esforço financeiro brutal no aluguer de cadeiras, compra de prendas para oferecer às crianças etc, esforço esse em que muito ajudou o contributo na entrada do recinto.

Estiveram presentes 140 pessoas.

A Portugal HammerSkins cedeu o espaço e o know-how necessário para a realização deste tipo de eventos que tem vindo a acumular desde alguns anos a esta parte.

O castelo insuflável e o delirio ahahah

Queria por ultimo deixar um agradecimento sincero a:
Disponibilidade financeira, e o esforço que muitos tiveram que fazer para pagarem os 15 euros, acrescidos de centenas de kilometros que fizeram para chegar ao ponto de encontro.
O não vacilarem, e estarem presentes mesmo sabendo dos inumeros casos de repressão e abusos por parte de algumas forças policiais contra os nacionalistas em festas similares.
O não ter existido um unico incidente entre camaradas. Este ponto não devia ser mencionado porque é obvio que é assim que tem que ser, mas se virmos festas similares na nossa vizinha Espanha por exemplo, onde há sempre problemas e atritos, temos mesmo que nos orgulhar disso.
A coragem de alguns pais ao levaram os seus filhos para uma festa dos "assassinos,nazistas,racistas,malvados,etc".
Sem querer destacar alguem, os contributos que todos os oradores deram na actividade dos discursos e esclarecimentos.
E depois..os promenores, as flores em cima da mesa da conferencia e por toda a sala, as ofertas generosas de alguns militantes, as prendas para os meninos, os nacionalistas que chegaram de manha e montaram todo o evento, os que se agarraram ao fogareiro, ao bar, às limpezas antes e depois, os bolos e sobremesas que trouxeram para oferecer aos camaradas, as prendas, as faixas, o material de propaganda que colocaram disponível, as dádivas para os animaizinhos...tudo!!!!

Sinto-me mesmo bem no seio nacionalista, e se pudesse vivia naquele local, dormia naquele local, e rodeado daquelas pessoas, e não precisava de mais nada!

quarta-feira, abril 19, 2006

Recordar o nosso querido Fuhrer Adolf Hitler!!!


20 Abril de 117 ..VIVES NOS NOSSOS CORAÇÕES

quarta-feira, abril 12, 2006

Dedicado aos meus amigos ex-skins !

Dedicado aos meus amigos de longa data ex-skins que pelos mais variados motivos, e alguns bem compreensíveis, deixaram o movimento skinhead, mudaram de visual ou em alguns casos abandonaram mesmo o activismo no movimento nacionalista, não é aqui o local para fazer juizos de valores sobre essas posições, muito menos atirar pedras sobre eles, são meus amigos e a amizade é das coisas que mais estimo.
Um forte abraço e esta musica é para voçês:
http://www.forum-nacional.net/~malvado/17_-_Ultima_Thule_-_Skinhead.mp3




domingo, abril 09, 2006

Das milícias populares e da guerra racial e civil !



A quase iminência de guerra civil nos anos 70, devido às convulsões politicas ou de carácter ideológico e de geoestratégia , passando pela tentativa de imposição de uma ditadura comunista etc , foram ultrapassadas e hoje em dia todos os partidos suportam-se, vivem em harmonia e seria impensável uma revolução com base qualquer um dos partidos com assento parlamentar, no fundo fazem todos parte do Sistema e assim desejam continuar.

A meu entender, Portugal vive num conflito étnico de baixa intensidade desde meados da década de 80, conflito este que tem vindo a aumentar gradualmente, sente-se nas ruas, nas escolas, nos transportes públicos, e nem mesmo as estatísticas adulteradas onde por exemplo as Africanos criminosos que tenham nascido em solo nacional passaram a vigorar como portugueses camufla a maioria de não-brancos guerrilheiros nas cadeias ou pior ainda à solta em gangues mais ou menos organizados em que o propósito é sempre o de “foder o branco”.

Ninguém está disposto a abdicar da sua vidinha de ovelha, do seu emprego 9h/17h, enquanto tiver dinheirinho para pagar o micro-ondas a prestações ou a casa em 50 anos , enquanto for o vizinho a ser roubado, ou a colega do filho a violada, é um problema que deixa as pessoas constrangidas mas à boa maneira portuguesa –“não é nada comigo”

Quando o conflito de baixa intensidade passar para média, como aconteceu por exemplo em Paris, e depois por toda a França, com 900 carros a serem incendiados diariamente, dezenas de jovens violentados, recolher obrigatório, etc os nacionais vão começar a pensar duas vezes em se protegerem e aos seus, porque a policia não tem poder nem meios para combater os criminosos, nesse dia surgirão as Militias, estas combaterão bairro a bairro , rua a rua, pela segurança dos portugueses e dos seus bens patrimoniais.

Em Portugal valorosos lusitanos têm defendendo desta maneira as suas terras, Francelos , Oleiros, Vila Verde, Coruche, Viseu, Bragança etc…Chegará o dia de Lisboa, e aqui nós nacionalistas revolucionários com forte implementação teremos uma palavra a dizer.

O nosso dever é estar preparado a todos os níveis para retomar as nossas ruas, até lá temos que militar com propaganda sem dúvida e por enquanto a nossa melhor arma, ou a possível se quiserem, para que o apoio da população seja forte temos que nos empenhar em todos os campos possíveis e alternativas que deixem passar a nossa mensagem. Nós vamos ser para os portugueses a salvação, e quanto mais depressa eles se perceberem disso, menos efeitos colaterais vamos ter no futuro a quando da grande revolução branca.

As revoluções legitimam-se com ideologias politicas, temos o Nacionalismo Europeu, e com armas, e não são soqueiras, nem bastões de baseball que nos vão ajudar quando o inimigo sacar das armas de fogo que dispõe, aconselho os nacionalistas a comprarem armas, a maneira mais fácil de o fazer é tirarem a licença de uso e porte de arma para efeitos de caça, o que vos dá automaticamente acesso ao calibre 12, e à vulgo shootgun, que é a arma que num conflito urbano vai ter maior importância devido às suas características, se o vosso registo criminal não o permitir, peçam em nome da vossa mulher, namorada, mãe ou pai... há sempre uma solução para tudo.
A altura para comprar armas é agora, quando a guerra racial e civil começar, os preços vão aumentar drasticamente, e será possível que o próprio governo impeça os armeiros de as vender.

Acredito vimemente que vamos tomar Portugal, acredito que os portugueses vão abrir os olhos e vão querer expulsar os invasores e pendurar os traidores, só depende de até onde estamos dispostos a ir pelo nosso ideal, as pessoas que temos são mais do que suficientes. O grau de empenho e activismo é que ainda deixa muito a desejar, acreditem que só depende de nós, e se falhar-mos e se o nosso povo perecer, é porque não merecia viver, chama-se a isso destino!

terça-feira, abril 04, 2006

Skinhead Girl - Mistreat




The queen of these filthy streets, always knows what to do,
as fast as she can blink the eye, she's gonna scare the hell out of you,
she's my sweet little rebel queen, she's the girl next door,
she looks really hot in her tight blue jeans, she's the girl I've been looking for.

Ref.: She's the most beautiful pearl, she's my skinhead girl,
can't even keep my eyes off her, she's my skinhead girl,
everbody looks after her, she's my skinhead girl,
all the others are just the same, but my baby...they can never tame.

She don't care what the others do, don't care what they say,
she's the vagabond of these streets, that's the way she lives today,
No one can twist her mind, she just wanna make love with her life,
when she comes through the night I know, she's the girl I've been waiting for.

ouvir:
http://www.forum-nacional.net/~malvado/Mistreat%20-%20Skinhead%20Girl.mp3

domingo, abril 02, 2006

Sente o Ódio seu filho da puta!

Porque eu..odeio!!

Odeio os politicos que estão no parlamento, que unicamente defendem os seus próprios interesses em detrimento dos nacionais, vendem-se ao capital e à banca, aos lobbyes e às máfias, revezam-se de tempo em tempo e mantêm tudo na mesma, atacam-se e degladiam-se na Assembleia dos Traidores e depois vão para os bares de putas todos juntos cheirar coca, têm os seus filhos em colégios internos por isso estão-se a cagar com os assaltos que são vitimas os nossos jovens diariamente nas escolas e o clima de terror em que vivem, habitam em condominios fechados com sistemas de vigilância e não têm que se preocupar se lhes roubam a casa ou se o carrinho aparece todo riscado de manhã porque não deram uma moeda ao carocho de serviço, têm motoristas particulares que deviam estar ao serviço do Estado, mas o seu trabalho é ir buscar os meninos à escola, ou levar a vaca da esposa às compras e foder gasóleo que não lhes custa a pagar porque também sai de borla. Odeio quando falam em democracia e na liberdade de expressão e depois perseguem os nacionalistas, ou subscrevem leis que proibem organizações de indole fascista, ou aprovam leis que proibem rever o holoconto da II Guerra Mundial..Odeio, Odeio e quero vê-los um dia no Julgamento por crimes contra a Humanidade, crimes estes contra a nossa raça e povo, e vou adorar vê-los pendurados a bailoçar por uma corda no Terreiro do Paço e se quando esse dia chegar estiver preso ou morto, os meus filhos baterão palmas por mim ao som do baloiçar da corda!!